Na última segunda-feira (19), o ex-presidente enfrentou protestos em sua chegada à cidade de Bagé (RS), ponto de partida da nova caravana –

Lula e Mujica(Foto: Ricardo Stuckert)

SÃO PAULO – O risco crescente de a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e as dificuldades com o início da caravana pelos estados do Sul acenderam um sinal de alerta entre os petistas. Conforme noticia o site do jornal O Globo, há um receio de que o abatimento contamine a militância às vésperas de uma definição do Judiciário sobre a liberdade de Lula.Na última segunda-feira (19), o ex-presidente enfrentou protestos em sua chegada à cidade de Bagé (RS), ponto de partida da nova caravana. O caminho da comitiva foi obstruído por ruralistas e simpatizantes do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), pré-candidato à presidência. O parlamentar ocupa a segunda posição nas pesquisas eleitorais, nos cenários em que a candidatura de Lula é considerada.

Em meio às adversidades, Lula lamentou o episódio em discurso a simpatizantes: “Confesso que saio triste daqui. Porque não vi empresário ofendendo a gente. O que vi aqui foi pobres e trabalhadores, que, às vezes, estão até desempregados ganhando alguma coisa para ofender a gente”, disse.

Ainda de acordo com a coluna do jornal, o número de presentes no ato foi aquém do esperado e organizadores questionam se é o melhor momento passar por uma região em que ele enfrenta forte resistência.

Com InfoMoney

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*