Experimentando do próprio veneno – Em meio às adversidades ocorridas durante caravana no Rio Grande do Sul ontem, Lula lamentou os protestos em discurso a simpatizantes: “Confesso que saio triste daqui. Porque não vi empresário ofendendo a gente. O que vi aqui foi pobres e trabalhadores, que, às vezes, estão até desempregados ganhando alguma coisa para ofender a gente”, disse.

Aécio e James Bond – O tucano Aécio Neves vai ter que explicar à PF o que estava fazendo com um bloqueador de sinal de celular portátil encontrado em seu apartamento durante busca e apreensão autorizada pelo Supremo Tribunal Federal. O equipamento é considerado ilegal pela legislação brasileira e só pode ser usado por autoridades policiais. De outra forma é coisa de James Bond ou  bandido.

O tiro pode sair pela culatra – O deputado Jair Bolsonaro, pré-candidato à Presidência da República, tem prometido anunciar o seu ministério antes das eleições. Ele imagina que assim pode conquistar formadores de opinião no meio empresarial e no mercado financeiro. Pode errar o alvo e dar um tiro no pé.

Advogados de porta de cadeia – O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou ontem (19) à noite um habeas corpus coletivo que havia sido impetrado por um grupo de advogados cearenses com o objetivo de libertar todas as pessoas presas após condenação em segunda instância da Justiça e também impedir novas prisões nesses casos. Para as grandes bancas de advogados de Brasília o HC era natimorto, mal redigido e sem sustentação legal. Coisa de advogados desqualificados que só causaram vexame à classe.

A França é um país sério? – O ex-presidente francês Nicolas Sarkozy foi detido nesta terça-feira (20) para ser interrogado no âmbito da investigação sobre suspeitas de financiamento ilícito de sua campanha eleitoral em 2007.

Sarkozy, que governou o país de 2007 a 2012, é interrogado pela primeira vez nesta investigação por agentes do Escritório Central de Luta contra a Corrupção e as Infrações Financeiras e Fiscais (OCLCIFF) em Nanterre, nas proximidades de Paris.

Sarkozy pode permanecer em detenção provisória por até 48 horas. Dependendo do interrogatório, pode ser posto em liberdade, convocado em uma data posterior, ou ser apresentado perante um juiz para uma acusação formal.

Aqui no Brasil querem acabar com a condução coercitiva, pode?

Jaques Wagner na PF – A Polícia Federal vai interrogar o ex-governador da Bahia Jaques Wagner(PT) nos próximos dias. A investigação que trata de repasses ilegais de dinheiro da empreiteira Odebrecht, também envolve o governador Rui Costa (PT). O esquema de 290 milhões envolveria a Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia – CERB.


Celso de Mello e o ‘caso pessoal’ de Lula – Questionado sobre Lula –o condenado desesperado pela reversão do que o STF já decidiu sobre prisão em segunda instância–, Celso de Mello diz que “prefere não entrar em casos pessoais”.

Para o decano, a opinião pública não deveria influenciar a pauta. O cerne da questão –diz o ministro, segundo o relato do BuzzFeed– é o STF definir se as prisões em segunda instância são ou não constitucionais.

Como Cármen Lúcia repetiu várias vezes, o Supremo já definiu que são.

Com Antagonista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*