Brasília - O governo do Distrito Federal iniciou a vistoria dos principais viadutos do centro de Brasília, nas passagens abaixo das vias conhecidas como Eixo L e Eixo W (José Cruz/Agência Brasil)
O trabalho de vistoria vai continuar pelos próximos 15 diasJosé Cruz/Agência Brasil

O governo do Distrito Federal (DF) iniciou hoje (24) a vistoria dos principais viadutos do centro de Brasília, nas passagens abaixo das vias conhecidas como Eixo L e Eixo W, paralelas à principal estrada da cidade, chamada Eixão. A análise vai continuar pelos próximos 15 dias e é realizada pela empresa pública de urbanização da capital, a Novacap.

A preocupação com as estruturas ganhou destaque após o desmoronamento de parte de um viaduto do Eixão no início de fevereiro. Levantamentos do Tribunal de Contas do DF e de especialistas mostraram problemas em outras estruturas da cidade, como pontes, prédios, estradas e viadutos.

Essas passagens, conhecidas como tesourinhas, são os principais acessos às vias centrais que cortam a região central da cidade, chamada de Plano Piloto. Elas são parte importante do projeto urbanístico de Brasília.

No caso dos viadutos dos eixos L e W, serão analisadas as estruturas em geral, os parapeitos, pastilhas caídas, as armaduras e a altura do gabarito. Esta deve respeitar os 4 metros previstos no projeto da cidade, mas em razão de ajustes no asfalto a distância fica menor, ocasionando acidentes com caminhões que ficam presos ou batem no teto da passagem.

O rebaixamento de pavimento para garantir a altura de gabarito será feito pela Novacap onde for necessário, bem como a drenagem. Já o reforço de estrutura e a troca de pastilhas serão realizadas por meio da contratação de um fornecedor por meio de licitação.

Uma preocupação da Novacap é com os parapeitos no Eixão, instalados para evitar que carros e pedestres caiam na parte aberta do viaduto. “É uma estrutura pesada e se passar um veículo e bater pode cair. Temos que ver se tem algum trincado, se está solto e fazer a substituição”, explicou o presidente da Novacap, Júlio Menegotto.

A empresa irá solicitar, por meio da Secretaria de Gestão de Territórios, a substituição dos parapeitos de concreto por modelos em metal, por serem estruturas mais seguras em caso de choque de veículo e terem manutenção mais fácil.

Segundo o presidente da empresa, as vistorias continuarão a ser feitas constantemente. Perguntado pela Agência Brasil sobre a periodicidade, Menegotto não adiantou. Ele lembrou que os cidadãos também podem avisar se avistarem algum local danificado, com rachaduras ou buracos, por exemplo. Em Brasília, o canal disponibilizado é o número 162.

Viaduto

A vistoria das principais estruturas do DF ganhou destaque após parte do Eixão ter desmoronado no início de fevereiro. Um restaurante foi parcialmente afetado, mas não houve vítimas.

Um laudo de especialistas da Universidade de Brasília (UnB) apontou a necessidade de demolir esta parte da via e reconstruí-la.

No início de março, o governo do Distrito Federal convocou uma entrevista coletiva para dizer que discorda da proposta e defende a reforma do viaduto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*