A Oitava Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) decidiu hoje (26), por 3 votos a 0, rejeitar o embargo de declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seu último recurso na segunda instância da Justiça Federal.

Com esta decisão Lula se torna inelegível, enquadrado da Lei da Ficha Limpa e pode ser preso a partir do próximo dia 4, caso STF negue habeas corpus da defesa contra execução imediata da pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*