JB 2018 – Agora é pra valer. Como já havia sido noticiado aqui na coluna, o ex-presidente do STF Joaquim Barbosa acertou sua entrada no PSB para se candidatar nas próximas eleições. Ele pode ser candidato a Governador ou Senador pelo Rio de Janeiro ou ser o nome do partido para disputar a presidência da República.

A confirmação sai 15 dias depois de uma reunião que o ex-ministro teve com o governador pernambucano Paulo Câmara para tratar detalhes da sua filiação.
Segundo fotes do partido a data e o local do ato de filiação deve ser motivo de festa para a sigla criada por Miguel Arraes e que teve seu momento áureo com a candidatura do seu neto e ex-governador de Pernambuco por dois mandatos Eduardo Campos, morto em acidente aéreo em 2014, durante campanha para presidência da República.

Segundo pesquisas internados do partido, caso entre na corrida ao Palácio do Planalto e Lula seja definitivamente afastado do pleito, Barbosa herdaria boa parte dos seus votos na classe “C” e “D”, onde estão os mais pobres e carentes.

Outro grande diferencial e que conta como fator positivo à sua candidatura é o fato de ser negro e ter chegado ao mais alto posto da magistratura ocupando o cargo de Presidente do Supremo Tribunal Federal.

Operação da PF dá um soco no estômago de Temer – A Polícia Federal prendeu, na Operação Skala, nesta quinta-feira, 29, amigos muito próximos do presidente Michel Temer (MDB). Os amigos são alvos da investigação que apura o Decreto dos Portos. Foram presos o empresário e advogado José Yunes, o presidente da empresa RodrimarAntonio Celso Grecco, o ex-ministro de Agricultura Wagner Rossi e o coronel da PM reserva João Batista de Lima Filho, o coronel Lima. As ordens de prisão são temporárias – por cinco dias.

Henrique Meireles já é o candidato do MDB – Depois da prisão dos amigos de Temer invetigados ju tos com o presidente no inquérito da PF que apura o Decreto dos Portos, tudo leva a crer que o presidente vai enfrentar uma terceira denúncia por parte do STF. E tudo indica que, desta vez, será difícil de escapar. Será mais desgaste político e mais rejeição popular. Daí Meireles não terá que disputar a indicação para ser o candidato a presidente do MDB.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*