Manifesto Contra a Impunidade – Integrantes do Ministério Público e do Judiciário protocolaram nesta segunda-feira, 2, no Supremo Tribunal Federal (STF) uma nota técnica e um abaixo-assinado com cerca de 5 mil assinaturas, entre magistrados e membros do MP, para que a Corte não mude o entendimento que permite a prisão de condenados na segunda instância da justiça. Segundo o promotor de Justiça de Brasília, Renato Varalda, o ato não é uma forma de pressão sobre os ministros do STF, mas uma tentativa de “sensibilização” para que o Supremo respeite a jurisprudência firmada em 2016 (que possibilita a execução antecipada da pena) quando for julgar o habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta quarta-feira, 4.

Terceira Denúncia contra Temer – Até mesmo os aliados já avaliam a possibilidade de uma terceira denuncia crime contra o presidente Temer resultado das investigações da Operação Skala. depois da prisão de amigos do presidente e empresários da Rodrimar, a situação ficou bastante delicada e o Palácio do Planalto chegou a antecipar a reforma ministerial que seria feita no dia 6 – em função da data de desincompatibilização dos atuais ministros que concorrerão a cargos eletivos este ano – para tentar recompor a base e garantir votos suficientes para barrar a nova denúncia na Câmara dos Deputados.

Rodrigo Maia, Presidente e Candidato a Reeleição – Caso aconteça uma nova denúncia contra Temer, o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia não mexerá um dedo para ajudar Michel Temer a se livrar do afastamento. Ele é o principal beneficiado caso o presidente deixe o cargo. Segundo na linha sucessória e atual pré-candidato do DEM à presidência Maia assume o posto e parte confortavelmente para uma campanha a reeleição com todas as vantagens de concorrer ocupando o maior cargo da República.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*