O ex-ministro vai falar aos delegados da Lava Jato da Superintendência da PF de Curitiba, onde está preso desde setembro de 2016. Palocci foi detido na 35ª fase da operação, batizada de Omertá. Lula esta no mesmo prédio, porém isolado.

 

Antonio Palocci. Foto: Reprodução

O ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci vai revelar detalhes dos esquemas de corrupção dos quais participou durante os governos petistas de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, entre 2003 e 2015, aos investigadores da Polícia Federal, em Curitiba, sede da Lava Jato. A informação foi revelada pelo jornal O Globo e confirmada por fontes do Brazuca24horas junto à PF.

O político fechou com a corporação após sua negociação com o Ministério Público não avançar como desejava sua defesa.

O ex-ministro vai falar aos delegados da Lava Jato em Curitiba, onde está preso desde setembro de 2016. Palocci foi preso na 35ª fase da operação, batizada de Omertá, após o delegado Filipe Hille Pace mapear as movimentações da “planilha Italiano” no dados do departamento de propina da Odebrecht.

Um dos assuntos a serem detalhados pelo ex-ministro são as contratações por grandes empresas de sua consultoria, a Projeto.  A PF já investiga o uso da empresa para recebimentos de valores provenientes de esquemas de corrupção em órgãos públicos comandados pelo PT, entre eles, a Petrobras.

A notícia caiu como uma bomba para Lula, Dilma e o PT que já não acreditavam na possibilidade de delação do ex-ministro. O momento é o pior possível para o partido e seu principal líder que aguardam o julgamento de recursos no STF onde tentam a soltura e anulação da condenação do petista no caso do triplex do Guarujá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*