Alvaro Dias se recusa a receber benefícios concedidos a parlamentares, como auxílio-moradia, verba indenizatória, e abre mão da aposentadoria especial dada a ex-governadores do Paraná. O senador também deixa de usar boa parte da verba de passagens a que tem direito. Com isso, contabilizando apenas os anos de 2015, 2016 e 2017, o senador economizou para os cofres públicos o total de R$ 2,1 milhões. Já pensaram se todos os parlamentares e ex-governadores fizessem o mesmo?

Fonte: #ADComunicação

***Mande seu material para ser publicado no ESPAÇO DO CANDIDATO PARA O E-MAIL [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*