Um dos grandes problemas do preços dos combustíveis no Brasil é a excessiva carga tributária embutida no litro da gasolina e diesel –

Minas Gerais, um dos estados mais ricos do País é o líder com 34%. Já a Bahia, Piauí, Acre e Ceará estão entre 30 e 33%.

Nenhum dos governadores desses estados se manifestou com a possibilidade de reduzis a carga tributária dos combustíveis, uma das pautas de reivindicação do movimento grevista dos caminhoneiros.

Estão fazendo de conta que nada tem a ver com problema.

Confira abaixo a tabela da carga tributária dos impostos nos combustíveis por estado, separada por tributos federais e estaduais para atender à Lei 12.741/12 e ao Decreto 8.264/14, que estabelecem a discriminação dos impostos.

Mais informações no link:

http://www.fecombustiveis.org.br/revendedor/tributacao/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*