O índice da semana iniciada ontem está em 1,3, o que significa que cada 100 pessoas infectadas pelo vírus o transmitem para outras 130

  • 25/11/2020 —

A taxa de transmissão do novo coronavírus no Brasil chegou esta semana a seu maior nível desde maio, segundo divulgou nesta terça-feira o Imperial College de Londres, no Reino Unido.

O índice da semana iniciada ontem está em 1,3, o que significa que cada 100 pessoas infectadas pelo vírus o transmitem para outras 130.

Trata-se da maior taxa de transmissão no Brasil desde a semana de 17 de maio, quando esse mesmo nível foi registrado.

Segundo o Imperial College de Londres, com a margem de erro, a taxa está entre 1,45 e 0,86. Nesses cenários, cada 100 pessoas infectadas contaminariam respectivamente 145 ou 86 outras.

Os pesquisadores alertaram que “a notificação de mortes e casos no Brasil está mudando. Os resultados devem ser interpretados com cautela”.

Após ter alcançado uma taxa de transmissão inferior a 1 durante cinco semanas seguidas, o índice voltou a ficar acima no início de novembro.

O aumento levou um grupo de cientistas de várias universidades locais a considerar que o Brasil está vivendo o início de uma segunda onda da COVID-19. De acordo com os dados oficiais divulgados nesta terça-feira, o país sul-americano já tem mais de 170.000 mortos e mais de 6 milhões de infectados e é o segundo do mundo em óbitos e o terceiro em número de casos positivos da doença.

Da Redação com informações da Agência Xinhua Portugês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*